acabar com mau hálito da garganta

Saiba como acabar com mau hálito da garganta

A halitose é um problema muito comum e surge diariamente nos consultórios odontológicos, podendo afetar pessoas de qualquer idade e por motivos tanto bucais quanto extrabucais. Nesse contexto, para entender melhor como é possível acabar com mau hálito da garganta, primeiro é importante descobrir a causa do seu surgimento por meio de uma consulta com um dentista qualificado e de confiança.

Algumas doenças extrabucais costumam apresentar o mau hálito apenas como um dos seus sintomas e, por isso, é essencial que as pessoas se conscientizem sobre as principais doenças que têm a halitose como um sinal. Por outro lado, a má higienização bucal segue sendo o principal motivo para o surgimento do mau hálito.

Problemas bucais e extrabucais que causam o mau hálito

Como já foi adiantado, para acabar com mau hálito da garganta, é necessário descobrir como ele surgiu. Por isso, torna-se essencial fazer uma avaliação e um diagnóstico com um dentista. Dessa forma, ele consegue recomendar o tratamento mais benéfico. Nesse contexto, os problemas tanto bucais quanto extrabucais que mais causam o mau hálito são:

  1. Doenças hepáticas: as doenças que afetam o fígado, como a cirrose e a insuficiência hepática, causam a liberação de substâncias pelas vias aéreas;
  2. Doenças respiratórias: rinite, bronquite, sinusite e amigdalite são algumas das doenças respiratórias que provocam a liberação de catarro ou secreção no pulmão, permitindo o surgimento da halitose;
  3. Doenças periodontais: a inflamação na gengiva, como a gengivite e a periodontite, é capaz de trazer muitos prejuízos para a região bucal, incluindo a halitose e a necessidade de acabar com mau hálito da garganta;
  4. Tártaros: caracterizados como placas bacterianas calcificadas, os tártaros prejudicam não somente a estética do sorriso como também afetam a qualidade da saúde bucal, causando o mau hálito;
  5. Cáries: devido à proliferação de bactérias na boca, as cáries podem surgir e causar a desmineralização (perda de minerais) no esmalte do dente, provocando também a halitose.

Como evitar o mau hálito

Melhor que acabar com mau hálito da garganta é evitá-lo. Por isso, é importante aderir a hábitos básicos de vida que, posteriormente, trarão resultados benéficos para a saúde bucal. Nesse caso, alguns cuidados necessários para sempre manter o bom hálito envolvem a correta higienização bucal diária.

Dessa forma, revela-se necessário fazer a higienização bucal completa e adequada todos os dias, pelo menos três vezes, unindo escovação e fio dental. Após a última refeição, logo antes de dormir, recomenda-se também utilizar o antisséptico bucal, já que a baixa produção salivar durante o sono facilita a proliferação de bactérias, então o antisséptico ajuda a deixar o local higienizado por mais tempo.

Além disso, recomenda-se ão passar muito tempo sem comer, já que o jejum prolongado provoca o aparecimento da halitose. Em relação à alimentação, também é importante beber, no mínimo, dois litros de água durante o dia, para que assim a boca fique sempre hidratada.

Por fim, o ideal é fazer frequentemente exames para verificar os níveis de glicemia e o funcionamento dos rins, intestinos e fígado. Dessa forma, torna-se possível não somente acabar com mau hálito da garganta como também evitá-lo.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende acabar com mau hálito da garganta:


0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br