enxerto de osso para implante dentário

Entenda o que é o enxerto de osso para implante dentário

Em um país no qual a estética ganha cada vez mais espaço, um sorriso alinhado, bonito e bem cuidado está, sem sombra de dúvida, entre os maiores sonhos de consumo dos brasileiros. Afinal, um sorriso perfeito pode lhe abrir muitas portas, inclusive profissionais, além de ser um importante aliado para uma boa autoestima. Mas para aqueles que convivem com o drama de não possuir um ou mais dentes, essa realidade pode ser um grande impedimento para se alcançar essa melhoria na vida profissional, pessoal e social.

Nesse sentido, os implantes dentários são ótimos parceiros para aqueles que querem melhorar sua aparência, isso porque eles funcionam e possuem a mesma aparência de um dente normal. Além disso, um implante bem realizado é quase que imperceptível. Porém, para se submeter ao processo de implantologia, alguns pacientes necessitam de um enxerto de osso para implante dentário.

O que é o enxerto de osso para implante dentário?

O implante dentário é composto por duas peças: um pino metálico colocado no osso do maxilar para funcionar como raiz do dente e uma coroa que é posicionada em cima desse pino. No entanto, para que a cirurgia dê certo, o paciente deve possuir ossos mandibulares fortes que consigam segurar o implante dentário, caso o contrário, ele poderá se desprender. Dessa forma, se o cirurgião dentista, durante a avaliação clínica anterior ao implante, julgar que o paciente tem o osso da mandíbula muito fino e/ou mole, ele poderá sugerir um enxerto de osso para implante dentário. Este processo pode ser realizado com quatro tipos de materiais:

  • O enxerto autógeno: no qual o tecido é retirado do próprio paciente que receberá o enxerto de osso para implante dentário. Nesse caso, como o material genético será o mesmo, são raras as chances de o procedimento dar errado;
  • O enxerto alógeno: nessa situação, i enxerto é feito com o material de uma outra pessoa. Justamente por não terem o mesmo material genético, é um processo mais delicado e que exige exames mais minuciosos para garantir o sucesso do tratamento;
  • O enxerto xenógeno: o tecido a ser enxertado tem origem bovina;
  • O enxerto sintético: no qual o material é produzido em laboratório e depois reabsorvido pelo organismo.

Nesse último caso, o paciente precisa esperar alguns meses até que o enxerto crie um novo osso forte para garantir que o implante fique estável e seguro. Assim que o enxerto de osso para implante dentário do tipo sintético estiver concluído, o restante da cirurgia de implante poderá ter continuidade.

Considerações finais

Antes de qualquer coisa, o paciente deverá buscar ajuda de ortodontista. E assim como acontece em todo procedimento cirúrgico, é importante que o paciente converse com seu dentista a respeito do seu histórico médico e todos os riscos e benefícios que a cirurgia pode trazer. Uma vez decidido que você está em condições de realizar um enxerto de osso para implante dentário, o cirurgião irá decidir qual é o tratamento mais indicado para o seu caso e, assim, você poderá começar a conquistar um novo sorriso.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende enxerto de osso para implante dentário:


0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br