enxerto ósseo para implante

Porque realizar o enxerto ósseo para implante?

No caso dos pacientes que necessitam realizar o implante de um ou mais dentes, mas ao mesmo tempo, possuem os ossos mandibulares muito finos ou moles, o enxerto ósseo para implante acaba sendo um aliado com resultados extremamente positivos. Afinal, o implante dentário é realizado por meio da fixação de pinos metálicos que são fixados no osso mandibular e possuem, de certa forma, a função de substituir a raiz natural do dente. Nesse sentido, o implante dentário garante aos pacientes a mesma função e aparência de um dente convencional, mas para que ele funcione de forma correta e satisfatória, é preciso que osso da mandíbula seja forte e resistente, podendo assim fixar o pino da forma adequada. Este processo pode ser realizado com quatro tipos de materiais:

  • Autógeno;
  • Alógeno;
  • Xenógeno;
  • Sintético;

Cuidados com enxerto ósseo para implante

Assim como qualquer outro procedimento cirúrgico na boca, o enxerto ósseo para implante demanda alguns cuidados básico durante o período de pós operatório. Como por exemplo, higienizar a boca corretamente, evitar alimentos muito duros como maçãs e grãos, não tentar abrir ou manipular objetos usando a boca e seguir todas as prescrições do seu dentista na hora de tomar os antibióticos e anti-inflamatórios. Outros cuidados recomendados são:

  • Dar preferência a uma dieta pastosa e gelada, com sopas, purês, sorvetes, etc;
  • Evitar atividades físicas intensas,
  • Não fumar e nem consumir bebidas alcoólicas;
  • Na hora de dormir, tentar manter a cabeça levemente inclinada para cima;
  • Fazer compressas de gelo para diminuir a dor e a inflamação;
  • Retornar ao dentista nas datas marcadas e sempre que julgar necessário.

E assim como acontece em todo procedimento cirúrgico, é importante que o paciente converse com seu dentista a respeito do seu histórico médico e todos os riscos e benefícios da cirurgia de enxerto ósseo para implante pode trazer. Uma vez decidido que ele está em condições para realizar este procedimento, o cirurgião irá indicar qual é o tratamento mais indicado para que paciente possa começar a conquistar um novo sorriso.

A importância do enxerto ósseo para implante

Gengivite, cárie, traumas e batidas são apenas algumas das muitas situações que podem resultar na perda de um dente. Com passar do tempo, o local onde o dente caiu acaba se deteriorando, o que prejudica os ossos de sustentação que podem se tornar moles e frágeis. Essa degeneração do osso da mandíbula pode, no futuro, até impossibilitar o processo de implementação dentária. Pois para implantar um novo dente, os ossos de sustentação devem estar fortes o suficiente para conseguirem sustentar esse mecanismo.

Depois de submeterem a uma avaliação do dentista por intermédio de radiografias, ressonância magnética e/ou tomografias computadorizadas, os pacientes descobrem que seus ossos mandibulares diminuíram de volume ou perderam a sua resistência, e para recupera-los, será necessário passar por um tratamento de enxerto ósseo para implante. Por mais que esse procedimento ainda assustem muitos pacientes, vale lembrar que o enxerto ósseo para implante é um procedimento rotineiro, simples e pouco invasivo.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende enxerto ósseo para implante:


0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br