odontologia restauradora

Odontologia restauradora: o que é?

Apesar de ser um termo pouco conhecido, a odontologia restauradora - também chamada de dentística restauradora - é uma especialidade odontológica que trata de alterações nos dentes, refazendo a beleza de um sorriso e tentando prevenir problemas futuros. De forma resumida, podemos dizer que odontologia restauradora trata da cárie, bem como suas causas, consequências. Atuando assim, diretamente, na restauração de aspectos dentários corrompidos pela cárie, tais como cor, textura e formato. Nesse sentido, a odontologia restauradora devolve aos dentes não só seu aspecto estético, mas também toda a sua função e anatomia original.

Em seus procedimentos estéticos e/ou ortodônticos, a odontologia restauradora usa materiais específicos como a resina. Para quem não sabe, a resina é conhecida, no meio odontológico, por possuir uma grande capacidade de restabelecer as funções e aparências originais de uma estrutura dentária, outro ponto positivo da restauração feita com resina é que ela também é praticamente imperceptível. Restaurações, coroas, pontes e implantes são apenas alguns dos procedimentos mais comuns da odontologia restauradora. Estes procedimentos ajudam, entre outras coisas, a:

  • Restaurar os espaços vazios na boca;
  • Manter ou restabelecer o alinhamento correto dos dentes;
  • Substituir ou restaurar os dentes prejudicados pele cárie;
  • Melhorar a aparência e autoestima dos pacientes.

Restaurações e coroas

As restaurações e as coroas são os procedimentos mais básicos e comuns da chamada odontologia restauradora. No caso das restaurações, por exemplo, o objetivo é atuar diretamente na recuperação do dente afetado pela cárie. O procedimento de restauração neste caso, geralmente, acontece através da remoção parcial do dente afetado por essa patologia, retirando a parte deteriorada pela cárie e preenchendo, na sequência, o espaço vazio do dente com o chamado cimento odontológico. Este material de preenchimento pode ser a base de outro, porcelana, plástico, uma mistura feita a base de prata, mercúrio, alumínio, zinco e cobre chamado de amálgama ou, o que é mais comum nos dias de hoje, a resina composta.

Já a coroa, para aqueles que não sabem, é basicamente uma espécie de "tampa para o dente". No caso da odontologia restauradora, ela é fabricada no formato do dente e posicionada sobre o mesmo, sendo usada, principalmente, em situações de implante dentário. O objetivo da coroa dentária é fortalecer e proteger toda a estrutura do dente. Ela é feita em laboratório sob medida e de forma personalizada, por um especialista da área da saúde, seu formato varia de acordo com o molde da boca de cada paciente.

Pontes e implantes dentários:

Estes tipos de procedimento específicos da odontologia restauradora são mais caros e requerem um investimento maior, exatamente por serem procedimentos estéticos bem mais trabalhosos e que, em alguns casos, demandam até mais procedimentos odontológicos antes de serem realizados, como é o caso do enxerto ósseo para implantes. Uma ponte dentária, por exemplo, é responsável por "unir" e "eliminar" o espaços em brancos, causados por dentes faltosos, funcionado exatamente como um dente comum e evitando que outros dentes possam sair do lugar ou até mesmo, caírem. Já os implantes dentários, como o próprio nome diz, são usados para implementar novos dentes que irão substituir os dentes que caíram, dando ao paciente a mesma aparência e função de um dente comum.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende odontologia restauradora:


0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br